quinta-feira, 17 de abril de 2008

Já sinto os olhos turvando

O que se descobre quando se navega sem rumo na Internet.

É indiscutível que a vida de estudante é a melhor que há, seja ela onde for. Tive o privilégio de estudar em Portalegre onde, por sermos poucos numa cidade pequena, o espírito académico era e (segundo fontes seguras) ainda é muito grande.

Foram quatro anos únicos onde arranjei a minha segunda família... Hoje encontrei este post e não contive as lágrimas. Um grande poema de José Régio que descreve lindamente Portalegre cantado com todo o espírito académico.

Snif snif...



Canção de Portalegre

De Portalegre cantando
Meu canto é doce e é amargo:
Já sinto os olhos turvando,
Já sinto o peito mais largo...

Ai! torres da Velha Sé
Ai! muros do burgo estreito!
Sempre vos rezo com fé
Se me levanto ou me deito.

O céu das tardes compridas
Parece que vem baixando;
E as torres são mãos erguidas
Que quase lhe estão chegando!

Ao longe se perde o olhar
Nas névoas dos horizontes...
E a terra parece o mar,
Parecem as ondas os montes.

Tem cada ruela estreita
Casas pobres e opulentas
Meu gosto nenhum enjeita:
Todas são minhas parentes...

Olhei da Serra a cidade,
Tão branca, estreita e comprida,
Faz-me alegria e saudade,
Assim de noiva vestida...

José Régio

1 comentário:

Seja educado e construtivo. Elogios são sempre bem-vindos :)